Somos todos Elis

Elis Regina - Marcos Tavares Costa - MTC

É preciso fazer uma reflexão sobre questões delicadas no mundo da música, no mundo da arte e da comunicação, partindo de um dos grandes ícones da música brasileira: Elis Regina. Em 2015, ao completar os 33 anos da morte da cantora, circulou em janeiro um texto que, sem dúvida, acertou ao lembrar daquele triste 19 de janeiro de 1982. Mas em meio às necessárias homenagens à diva, acredito ter se excedido. Os exageros são próprios dos fãs, familiares e amigos. E jornalista pode ser – ao mesmo tempo – fã e amigo, não há qualquer problema nisso. Não ouso em fazer “apologia” à “isenção” no jornalismo que, sabemos todos, é impossível, especialmente no jornalismo cultural, no qual a matéria-prima é a emoção. A questão é que o exagero surge no ápice da desarmonia entre o que é produzido no Brasil e o que é divulgado pela indústria cultural.

Social



Licença de uso

Licença Creative Commons
Os textos do Entresons são publicados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Você pode reproduzir, retransmitir e distribuir o conteúdo, desde que com crédito (ao site e ao autor do texto), para uso não-comercial e com uma licença similar.

Próximos shows

Assinar: RSS iCal