Musical sobre Ataulfo Alves estreia em São Paulo no fim de abril

Ataulfo_Alves

A história de Ataulfo Alves, o sambista que trouxe elegância ao gênero durante as décadas de 1940 e 1950, levando-o pelas ondas do rádio para todo o País, é o foco do musical “Ataulfo Alves – O Bom Crioulo”, que estreia em São Paulo no fim de abril, no Sesc Bom Retiro. A informação foi confirmada pelo diretor do espetáculo, Luiz Antonio Pilar, em entrevista ao entresons. Pilar também está rodando um documentário sobre o sambista Candeia e o Centenário do Samba, com apoio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual Brasileiro (Prodav) e com previsão de exibição no Canal Curta e em salas de cinema.

Oficina promove a construção de tambores

Tambores

O projeto Tambores Flow, que promove meditações com o uso da música, vai realizar no domingo, dia 13 de março, uma oficina de construção de tambores xamânicos com a participação da meditadora Monica Jurado e do construtor de tambores Flavio Jun Uchikawa. A oficina custará R$ 250 e ocorrerá das 9h às 17h no Espaço Tambor, na Rua Conselheiro Pereira Pinto, 68, em Pinheiros, São Paulo. Segundo Uchikawa, os tambores serão feitos de madeira compensada com pele de caprinos ou uma manta plástica e terão 40 centímetros de diâmetro. Os aros dos tambores serão levados já fabricados, para facilitar o processo de construção. Ele começou a fabricar tambores em 2006, por uma motivação religiosa, aprendendo por conta própria. Em 1986, acordava no meio da noite assustado com o som de tambores e, com o tempo, aproximou-se de religiões como a umbanda e o Santo Daime, que utilizam o instrumento.

Lê Coelho apresenta “Tuvalu” no Sesc Vila Mariana

Lê Coelho

Integrante da Banda de Argila e do grupo os Urubus Malandros, Lê Coelho, que já gravou com artistas como Zeca Baleiro e Vânia Bastos, apresenta seu primeiro CD solo “TUVALU – uma história oral do nosso tempo” – destaque entre os lançamentos do ano de 2015 pela crítica especializada. Neste show, além das canções do disco, o púbico ouvirá em primeira mão canções inéditas do compositor, releituras do repertório da ‘Banda de Argila’ e dos ‘Urubus Malandros’, sua interpretação para a música ‘Gota por Gota’ gravada recentemente pelo cantor ‘Lineker’ e para o single ‘Equivocado’ que gravou com a banda ‘Meia Dúzia de 3 ou 4’. O título do disco faz referência a um país real que, devido ao impacto ambiental causado pelo homem no planeta deve sumir do mapa nos próximos anos e, também, ao livro do jornalista Joseph Mitchell que fala sobre o intrigante personagem Joe Gould, um mendigo da Nova York dos anos 40 que tinha como objetivo escrever “A História Oral do Nosso Tempo”.

Social



Licença de uso

Licença Creative Commons
Os textos do Entresons são publicados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Você pode reproduzir, retransmitir e distribuir o conteúdo, desde que com crédito (ao site e ao autor do texto), para uso não-comercial e com uma licença similar.

Próximos shows

Assinar: RSS iCal