Luciana Rabello

11ª edição do “ChorandoSemParar” homenageia Chiquinha Gonzaga e Luciana Rabello

Matias José Ribeiro, São Paulo, Gabinete de Comunicação, matias.ribeiro@gabinete.com.br

No ChorandoSemParar 2014 o ano é das mulheres! Desde seu início, em 2004, o festival de música instrumental ChorandoSemParar dedica cada uma de suas edições a um músico em memória e a outro, convidado a participar do elenco. O 11º ChorandoSemParar  tem como homenageada in memoriam a maestrina, pianista e compositora Chiquinha Gonzaga; e, como convidada-homenageada, a cavaquinhista e compositora Luciana Rabello. Chiquinha Gonzaga, como se sabe, paira absoluta como o maior nome feminino da história da música popular brasileira; quanto a Luciana Rabello, é com certeza o maior nome feminino do Choro na atualidade.

O ChorandoSemParar, idealizado pelo Projeto Contribuinte da Cultura, já se consagrou como o maior festival no País de Choro Brasileiro – na verdade, não apenas Choro, mas também seus gêneros afins. Com todas as suas atividades gratuitas e abertas ao público, o ChorandoSemParar transforma São Carlos na capital nacional do Choro, a manifestação musical mais marcadamente brasileira.

Nesta décima-primeira edição, as atividades do ChorandoSemParar terão lugar na Praça XV, no Sesc São Carlos, no Teatro Municipal São Carlos e no Centro Cultural Espaço 7. O evento começou na segunda-feira (01/12), e até o sábado (06/12), serão realizadas nesses espaços oficinas, palestras e mesas-redondas e rodas de choro.  Ontem, houve um recital da pianista Maria José Carrasqueira em homenagem a Chiquinha Gonzaga.

Como sempre, o ponto alto do ChorandoSemParar será a deliciosa maratona musical a se realizar na Praça XV, centro de São Carlos, com 12 horas ininterruptas de “música-sem-parar”, das 10 horas da manhã às 10 horas da noite, com revezamento ininterrupto dos convidados. Neste ano, a festa de encerramento será no domingo 7 de Dezembro.

O elenco do 11º ChorandoSemParar reúne nomes de grande importância na cena instrumental brasileira de hoje. Entre eles, a cavaquinhista Luciana Rabello; seu convidado, o pianista Cristovão Bastos; o violonista Swami Junior; a pianista Maria José Carrasqueira; o saxofonista Leo Galdelman; a saxofonista Daniela Pielmann; a Spok Frevo Orquestra; e, como anfitriã dos músicos convidados, a Orquestra Experimental UFSCar.

Destaque-se ainda que, como em suas edições anteriores, o ChorandoSemParar tem novamente entre suas atrações músicos estrangeiros que têm grande afinidade com o choro e a música instrumental brasileira: os norte-americanos Howard Alden, guitarrista, e John Berman, clarinetista e maestro.

Homenagem às tradições carnavalescas – Fátima Camargo Catalano, diretora do Projeto Contribuinte da Cultura e idealizadora do ChorandoSemParar, conta que a escolha do homenageado in memoriam – Chiquinha Gonzaga – norteou o trabalho da curadoria do festival para definição do elenco e de toda a programação.

Segundo Fátima, “esta edição do ChorandoSemParar enfatizará a dificuldade e a importância do ativismo feminino no século XIX e início do século XX e ainda o papel de Chiquinha Gonzaga no cenário político social e cultural de sua época – além, e principalmente, de mostrar sua importante contribuição para a música brasileira.”

Ela destaca ainda que “Ó Abre Alas” tem uma importância emblemática na história do Carnaval Brasileiro e, por isso, “o festival vai também ressaltar as formas musicais características desse grande festejo”. “Além de estar a serviço do Choro Brasileiro, a edição Chiquinha Gonzaga do ChorandoSemParar será também uma homenagem às tradições carnavalescas, ao frevo e à história do Carnaval”, finaliza.

11º CHORANDOSEMPARAR

 

Terça-feira, 2 de Dezembro, 20 horas, Espaço 7

Workshop: “O Choro do Acordeon”, por Thadeu Romano

 

Quarta-feira, 3 Dezembro, 19 horas, Espaço 7

Workshop: “Pandeiro Brasileiro”, por Roberta Valente

 

Quinta-feira, 4 de Dezembro, Espaço 7

19 horas, Apresentação do grupo Ad Libitum

20 horas, Roda do Projeto Conhecendo o Choro

 

Sexta-feira, 5 de Dezembro

18:30 horas, Espaço 7

Mesa Redonda: “O tempo de Chiquinha também é agora”. Participação da musicista homenageada Luciana Rabello; da biógrafa de Chiquinha, Edinha Diniz; de Ilza Joly, regente fundadora da Orquestra Experimental da UFCAR; e da flautista Mabel Zattera.

 

20 horas, Praça XV

Noite dançante “A Alegria dos Antigos Carnavais”, com o grupo Ó Abre Alas

 

Sábado, 6 de Dezembro

Das 9 às 18 horas, Praça XV

Passagem de som e ensaios abertos

 

14:30 horas, Sesc São Carlos

Aula de “Iniciação ao Frevo”, para crianças e adultos, com a bailarina pernambucana Rafaela Severo. Participação do Programa Sesc Curumim de São Carlos.

 

15 horas, Espaço 7

Workshop: “O Instrumental do Frevo”, com o Maestro Spok

 

20 horas, Praça XV

Parodiando as JAM Sessions (Jazz After Midnight) teremos uma ChAM (Choro Antes da Meia Noite). Para surpresa e alegria do público, músicos do elenco do festival poderão surgir na Roda de improviso pra colocar lenha na fogueira…

 

Domingo, 7 de Dezembro, Praça XV

Das 10 às 22 horas – A grande festa de encerramento do 11º Festival ChorandoSemParar. Doze horas ininterruptas de música instrumental da melhor qualidade!

 

Todas as atividades têm entrada franca. É necessária a inscrição antecipada para participar dos  workshops. Informações em www.chorandosemparar.com.br

Deixe um comentário

Social



Licença de uso

Licença Creative Commons
Os textos do Entresons são publicados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Você pode reproduzir, retransmitir e distribuir o conteúdo, desde que com crédito (ao site e ao autor do texto), para uso não-comercial e com uma licença similar.

Próximos shows

Assinar: RSS iCal