Lê Coelho

Lê Coelho apresenta “Tuvalu” no Sesc Vila Mariana

Nany Gottardi, São Paulo, Locomotiva Cultural, nany@locomotivacultural.com.br

Integrante da Banda de Argila e do grupo os Urubus Malandros, Lê Coelho, que já gravou com artistas como Zeca Baleiro e Vânia Bastos, apresenta seu primeiro CD solo “TUVALU – uma história oral do nosso tempo” – destaque entre os lançamentos do ano de 2015 pela crítica especializada. Neste show, além das canções do disco, o púbico ouvirá em primeira mão canções inéditas do compositor, releituras do repertório da ‘Banda de Argila’ e dos ‘Urubus Malandros’, sua interpretação para a música ‘Gota por Gota’ gravada recentemente pelo cantor ‘Lineker’ e para o single ‘Equivocado’ que gravou com a banda ‘Meia Dúzia de 3 ou 4’. O título do disco faz referência a um país real que, devido ao impacto ambiental causado pelo homem no planeta deve sumir do mapa nos próximos anos e, também, ao livro do jornalista Joseph Mitchell que fala sobre o intrigante personagem Joe Gould, um mendigo da Nova York dos anos 40 que tinha como objetivo escrever “A História Oral do Nosso Tempo”.

Com uma formação base de voz, violão, baixo, bateria, guitarra e sintetizadores, Tuvalu é a síntese de experiências estéticas, musicais e literais experimentadas por Lê Coelho nos últimos anos com a Banda de Argila e os Urubus Malandros, quando transitou desde o rock progressivo até o samba tradicional. Influências diversas como Arnaldo Antunes, Led Zeppelin, Lenine, Sérgio Sampaio, Nelson Cavaquinho, Nirvana, Itamar Assunção, Djavan dão combustível para que Lê Coelho teça possibilidades sonoras ousadas e modernas.

As 11 faixas do álbum – ‘TUVALU – Uma História Oral do Nosso Tempo’ trazem na sonoridade diversa, um reflexo do mundo contemporâneo. Este caldeirão sonoro – onde elementos aparentemente desconexos coexistem ora harmonicamente, ora em uma dinâmica de choque criativo – traz referências urbanas (como o pop, o rock, funk e o jazz) e ritmos tradicionais (como o samba, a ciranda e a guitarrada paraense) em uma delicada alquimia sonora orquestrada pelos produtores musicais Ivan Gomes, Rodrigo Monteiro e o próprio Lê Coelho.

O compositor, cantor e violonista apresenta-se na noite paulistana desde 1996, e em 1998 montou, trabalhou e administrou por três anos seu próprio estúdio em sociedade com o percussionista Marcelo Voos. Formou-se em música popular pela UNICAMP, tendo passado também pela antiga ULM e o CLAM. Em sua discografia possui três discos com a ‘Banda de Argila’, coletivo de seis músicos que por sete anos desenvolveu um trabalho experimental sobre música brasileira e rock progressivo, e o disco UM SAMBA A MAIS com os Urubus Malandros, grupo de oito músicos com o qual realiza uma pesquisa sobre o samba. Este último disco teve participações especiais de Zeca Baleiro, Vânia Bastos e Ully Costa. Ao longo de sua carreira também participou de outros projetos artísticos, entre os quais destacamos: ‘Benditos Malditos’, pesquisa sobre a obra de Itamar Assumpção e Sérgio Sampaio; Trilha Sonora do espetáculo ‘Flores’ da CAOS Cia. De Teatro em Campinas; Trilha Sonora do espetáculo ‘Jardim de Rosas Mudas’ da Wasu Cia. De Dança em São Paulo.

 

Show: Lê Coelho apresenta o álbum ‘Tuvalu : Uma História Oral do Nosso Tempo’

Data:  10 de março, quinta-feira, às 20h30

Duração: 70 minutos

Local: Sesc Vila Mariana – Auditório

Endereço : Rua Pelotas, 1541

Capacidade: 128 lugares

Site do artista: http://www.lecoelho.com

Valor do Ingresso: R$ 20,00 (inteira) l R$ 10,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante) l R$ 6,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes/Credencial Plena).

Venda online a partir de 01/03 às 16h

Venda presencial nas unidades do Sesc SP a partir de 02/03 às 17h30

Bilheteria: Terça a sexta-feira, das 9h às 21h30; sábado, das 10h às 21h; domingo e feriado, das 10h às 18h30 (ingressos à venda em todas as unidades do Sesc).

Horário de funcionamento da unidade: Terça a sexta, das 7h às 21h30; sábado, das 9h às 21h; e domingo e feriado, das 9h às 18h30.

Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos

Estacionamento: R$ 4,50 a primeira hora + R$ 1,50 a hora adicional (Credencial Plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). R$ 10 a primeira hora + R$ 2,50 a hora adicional (outros). 200 vagas.

Deixe um comentário

Social



Licença de uso

Licença Creative Commons
Os textos do Entresons são publicados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Você pode reproduzir, retransmitir e distribuir o conteúdo, desde que com crédito (ao site e ao autor do texto), para uso não-comercial e com uma licença similar.

Próximos shows

Assinar: RSS iCal