Ataulfo_Alves

Musical sobre Ataulfo Alves estreia em São Paulo no fim de abril

Roger Marzochi, São Paulo, entresons, roger@entresons.com.br

A história de Ataulfo Alves, o sambista que trouxe elegância ao gênero durante as décadas de 1940 e 1950, levando-o pelas ondas do rádio para todo o País, é o foco do musical “Ataulfo Alves – O Bom Crioulo”, que estreia em São Paulo no fim de abril, no Sesc Bom Retiro. A informação foi confirmada pelo diretor do espetáculo, Luiz Antonio Pilar, em conversa com o entresons. Pilar também está rodando um documentário sobre o sambista Candeia e o Centenário do Samba, com apoio do  Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual Brasileiro (Prodav) e com previsão de exibição no Canal Curta e em salas de cinema.

O musical já foi apresentado no Rio de Janeiro, em setembro do ano passado, com direção musical de Alexandre Elias. No elenco, Wladimir Pinheiro e mais nove atores e quatro músicos. A história da vida de Ataulfo Alves se desenrola em meio a um boteco, regado a muita caninha, por onde passam companheiros do sambista como Pixinguinha, Ari barroso, Wilson Batista e Mário Lago, com quem compôs “Ai que saudade da Amélia”.

Em entrevista no ano passado para o jornal O Globo, Pilar explicou que fez questão de colocar no título da peça “Bom Crioulo” justamente para causar uma reflexão. Além do fato de Ataulfo Alves ter feito o samba deixar de ser visto como uma expressão à margem da sociedade, não apenas pelos arranjos com orquestra, mas também pelas roupas dos músicos, há uma reflexão sobre esse tema em sua música “Bom Crioulo”: este seria quem reafirma a sua raça e sua origem fazendo valer o seu talento. Para saber a data do espetáculo, fique atento à página do Sesc na internet.

Deixe um comentário

Social



Licença de uso

Licença Creative Commons
Os textos do Entresons são publicados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Você pode reproduzir, retransmitir e distribuir o conteúdo, desde que com crédito (ao site e ao autor do texto), para uso não-comercial e com uma licença similar.

Próximos shows

Assinar: RSS iCal