Vivi Rocha, Entreatos - Foto Karen Montija (38)

Vivi Rocha lança “Entreatos”

CD reúne 11 músicas autorais com letras sobre solidão e amor nas grandes cidades

“Entreatos”, primeiro CD autoral de Vivi Rocha, será lançado em show no dia 30 de maio, às 21h, no Teatro Viradalata (Rua Apinajés 1387, Sumaré, R$ 25). O nome do trabalho revela um pouco da história da compositora, que há dez anos integra o Coro Lírico do Theatro Municipal de São Paulo. O momento seguinte para o início de um novo ato em uma apresentação de música erudita revela o momento em que o ser é plena potência, prestes a materializar no palco o sonho de um compositor. Com influências do tango argentino, do pop e da MPB, a artista compôs e arranjou 11 canções que tocam fundo em temas como o amor, a solidão, o sentimento de impotência e a exposição da vida em redes sociais.

Vivi Rocha - Foto Karen Montija (18)

Vivi Rocha lança “Entreatos”. Crédito das fotos de Karen Montija.

O disco tem a participação de músicos como Luciana Silva (clarinete), Matthew Taylor (fagote), Rodolfo Coutinho (bandolim), Vicente Falek (acordeom), Luiz Sena e Milena Salvatti (violoncelo); e Priscila Brigante e Ale Damasceno (bateria). Gilberto Assis, que produziu o trabalho, também faz um som muito bonito tocando contrabaixo no disco, disponível em lojas físicas, virtuais e streaming.

De acordo com texto de divulgação, a cantora explic  a que cresceu numa casa em que “o rádio permanecia ligado o dia todo” e que viveu “imersa no eclético universo musical” de seus pais. Como exemplo, cita algumas de suas influências na infância: Bach, Chico Buarque, Boca Livre e Beatles. Estudou canto lírico na Escola Municipal de Música de São Paulo e no Instituto de Artes da Unesp. Em paralelo, teve também formação em piano popular e arranjo. Por isso, “Entreatos” representa um momento de grande síntese de sua carreira, na qual a musicista pode expressar seus sentimentos em letras e arranjos.

Em seus poemas há um retrato do velho desencontro das almas – ao qual o poeta Manuel Bandeira já se referira em “Antologia” e “Arte de Amar” – e uma tristeza pelos textos e fotos que se compartilham nas redes sociais. Mas, antes de achar que a vida “não vale a dor e a pena de ser vivida”, Vivi Rocha canta “Poema para o futuro”.  “Desejo que você seja alegre e muito amada / Que tenha força e coragem / Ao encontrar uma alma gelada / Que possa soltar sua voz/ Sem ouvir que ela é menor / Que seja cheia de paz / E construa um mundo bem melhor.”

 

Deixe um comentário

Social



Licença de uso

Licença Creative Commons
Os textos do Entresons são publicados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Você pode reproduzir, retransmitir e distribuir o conteúdo, desde que com crédito (ao site e ao autor do texto), para uso não-comercial e com uma licença similar.

Próximos shows

Assinar: RSS iCal