Projeto Coisa Fina_Foto de F  Pepe Guimaraes

Projeto Coisa Fina se apresenta na Central das Artes

Por Nany Gottardi, São Paulo, Ofício das Letras, nany@oficiodasletras.com.br

O Movimento Elefantes dá andamento a sua temporada temporada de shows, na Central das Artes, no bairro Perdizes em São Paulo com o show do Projeto Coisa Fina , nesta segunda-feira, 14 de abril, às 21h. A apresentação terá músicas do seu primeiro homenageado, o maestro pernambucano Moacir Santos, além de outras composições de Mozar Terra, Laércio de Freitas, Marcelo Vilor, Theo de Barros; e a música autoral “Vinheta Elefântica”, de Vinicius Pereira, bandleader da banda Projeto Coisa Fina. Outro destaque da noite será a interpretação da banda para “Alforria”, música do carioca Henrique Band classificada por Vinícius Pereira como “uma música ‘moaciriana’, sem dúvida”.

Fundada no final do ano de 2005, por iniciativa do saxofonista Daniel Nogueira e do contrabaixista Vinicius Pereira, a banda Projeto Coisa Fina surge com o propósito de difundir a música de grandes compositores, tendo como primeiro homenageado o maestro Moacir Santos – ícone da história da música brasileira. 

Promovendo a fusão entre canção e música instrumental, jazz e ritmos brasileiros, o Projeto Coisa Fina provoca o ouvinte brasileiro a vivenciar suas raízes e resgatar sua diversidade. Assim, integrantes do grupo arranjam, também, músicas de outros nomes importantes como J.T. Meirelles, Chico Buarque, Milton Nascimento e, incentivados por essa vivência musical, também escrevem músicas próprias. Mas é ao maestro Moacir Santos que devem sua maior inspiração.

Assim como a base do trabalho do Projeto Coisa Fina, o primeiro CD da banda – “Homenagem a Moacir Santos” - tem um repertório baseado na obra do maestro pernambucano, além de músicas de integrantes da banda.

 Movimento Elefantes – Movimento Elefantes é um coletivo de bandas de sopro (orquestras ou big bands) integrado por onze grupos paulistas: Banda Urbana, Projeto Coisa Fina, Projeto Meretrio, Big Band da Santa,  Grupo Comboio, Orquestra HB, Banda Savana , Banda Jazzco, Nelsinho Gomes & NG8 Project, Orquestra Urbana Arruda Brasil e Speakin’ Jazz. É também uma iniciativa inédita, sendo a primeira vez que um coletivo de big bands se reúne para difundir e formar público para a música instrumental por meio de ações colaborativas. 

Todos os grupos trabalham com músicas autorais, além de interpretarem grandes compositores brasileiros, latinos e do jazz. Apesar de contarem com uma formação instrumental parecida (saxofones, trompetes, trombones, baixo, guitarra, piano e bateria), cada grupo tem uma sonoridade e trajetória particular. O grupo mais novo tem três anos (Projeto Meretrio) enquanto o mais velho, 36 (Banda Jazzco). Os grupos já circularam pelas principais casas do circuito musical da cidade de São Paulo e por muitos festivais, teatros, SESCs e SESIs Brasil afora.

 O Movimento Elefantes tem mobilizado o circuito de música instrumental também por ações divulgadas na internet e tem um modelo de gestão considerado inovador pelo governo brasileiro. Contemplado, em 2012, pelo Ministério da Cultura com o “Prêmio Economia Criativa” na categoria Gestão de Empreendimentos, o Movimento Elefantes ficou em 40º lugar entre 100 selecionados no edital de fomento à iniciativas empreendedoras e inovadoras. O prêmio ratifica o modelo de gestão do coletivo e os três anos de ações colaborativas para difundir a música instrumental brasileira.

 O   coletivo  tem site  e  está nas principais mídias sociais como o Twitter e o Facebook. 

http://www.movimentoelefantes.com/

https://www.facebook.com/movimentoelefantes

http://twitter.com/movelefantes

 Repertório:

01 – Nanã (Moacir Santos)

02 – Mãe Iracema (Moacir Santos)

03 – Amphibious (Moacir Santos)

04 – April Child (Moacir Santos)

05 - Maracatucutê (Moacir Santos)

06 – Suk Cha (Moacir Santos)

07 – Som de Cristal (Laércio de Freitas)

08 – Alforria (Henrique Band)

09 – Ascensão (Mozar Terra)

10 – Fulô de Araça (Marcelo Vilor)

11 – Angola (Theo de Barros)

12- Vinheta Elefântica (Vinicius Pereira)

13 – Coisa Nº6 (Moacir Santos)

 

Músicos:

Walmer Carvalho – sax alto

Daniel Nogueira – sax tenor e flauta

Ivan de Andrade – sax tenor e flauta

Anderson Quevedo – sax barítono e flauta

Amílcar Rodrigues – 1º trompete

Alessandro Ribeiro – 2º trompete

Odirlei Machado – trombone tenor

Abdnald Santiago – trombone baixo

Fabio Leandro – piano

Thiago Melo – guitarra

Matheus Prado – percussão

Mauricio Caetano – bateria

Vinicius Pereira – contrabaixo acústico

 

Serviço:

Projeto Coisa Fina – Movimento Elefantes

Dia 14 de abril, segunda-feira, às 21h

Central das Artes

Rua Apinagés, 1081 Sumaré São Paulo -SP- tel: (11) 3865-4165

Valor do Ingresso: R$ 15

Duração: 60 min.

Deixe um comentário

Social



Licença de uso

Licença Creative Commons
Os textos do Entresons são publicados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Você pode reproduzir, retransmitir e distribuir o conteúdo, desde que com crédito (ao site e ao autor do texto), para uso não-comercial e com uma licença similar.

Próximos shows

Assinar: RSS iCal