Que o palco seja para todos!

Anfiteatro Heitor Penteado

O cheiro era inconfundível: cheiro de palco, de madeira das cadeiras, do piano no centro do palco, das cortinas gigantes nas laterais, do taco novinho que até brilhava de limpeza. Eu me sentia pequeno na imensidão daquela sala, aquele teto alto, o palco parecia alto também. Aquele lugar silencioso, onde entrávamos às escondidas, era realmente um lugar sagrado. Era assim que eu vi o anfiteatro da minha escola, o Heitor Penteado, sem as cerimônias do Dr. Dos sete aos 14 anos, estudei naquela escola, em Americana. E além dos amigos, as atividades no teatro não me saem da cabeça. Era a virada da Ditadura para a Democracia, ainda do tempo em que o diretor regia a criançada com o dom do puxão de orelhas.

Social



Licença de uso

Licença Creative Commons
Os textos do Entresons são publicados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Você pode reproduzir, retransmitir e distribuir o conteúdo, desde que com crédito (ao site e ao autor do texto), para uso não-comercial e com uma licença similar.

Próximos shows

Assinar: RSS iCal