Dário Arruda cobra da Soundscape a “manutenção da MPB”

Dario Arruda

A maioria dos músicos da Soundscape leciona na Escola Municipal de Música de São Paulo e na Escola de Música do Estado de São Paulo (Emesp-Tom Jobim) e, com certeza, passam aos novos músicos o que gostam, que é o jazz. “Prá mim, na minha humilde opinião, isso gera um efeito dominó, pois esta influência traz a resposta e a continuidade da raiz americana e não a manutenção na MPB”, diz Dário Arruda, líder da Orquestra Urbana Arruda Brasil e herdeiro do Cangaceiro, saxofonista e arranjador. O músico se esquece que, além da grade currícular dos cursos que independe do gosto do professor, há professores como Débora Gurgel, Magno Bissoli e Guilherme Ribeiro.

Gui Afif solta a voz com a Orquestra Arruda Brasil

Gui Afif - F.Pepe Guimarães

Saxofonista e integrante da primeira formação da Orquestra Urbana Arruda Brasil, Gui Afif começou a cantar em 2000 e não parou mais. Ontem (15/04), no show realizado no Centro Cultural Rio Verde pelo Movimento Elefantes, coletivo que reúne 11 big bands, Afif mais uma vez deixou o sax de lado e mostrou muita energia ao cantar músicas como “Summertime” e “I’get a kick out of you”, com uma orquestra com naipes afiadíssimos, com 18 músicos no palco.

Social



Licença de uso

Licença Creative Commons
Os textos do Entresons são publicados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Você pode reproduzir, retransmitir e distribuir o conteúdo, desde que com crédito (ao site e ao autor do texto), para uso não-comercial e com uma licença similar.

Próximos shows

Assinar: RSS iCal